ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Com defesa contestada, Fla entra em crise após eliminação no Campeonato Carioca

Written By itabaiana noticia on terça-feira, 26 de abril de 2016 | 15:09

Zagueiro Wallace foi muito criticado

Zagueiro Wallace foi muito criticado
A eliminação do Flamengo no Campeonato Carioca, após derrota para o Vasco em Manaus (AM), por 2 a 0, caiu como uma bomba na Gávea. Além de manter a escrita recente de maus resultados contra o rival, o resultado mergulhou o Rubro-Negro em uma crise.
O processo de desgaste começou com a derrota de 1 a 0 para o Atlético-PR, em março, que gerou a eliminação na Primeira Liga. O quadro se agravou com o título do rival Fluminense na competição.
O clima de desconfiança aumentou com a derrota de 1 a 0 para o Confiança-SE, pela Copa do Brasil. O revés foi amenizado na semana passada, com o triunfo por 3 a 0, que deu a virada e rendeu a classificação para a segunda fase da competição.
A equipe esperava um bom resultado no domingo, mesmo com o Carioca sendo colocado em segundo plano pela diretoria, principalmente para quebrar a sequência ruim diante do Vasco. Porém, o time de Muricy foi inferior durante a maior parte do jogo, e acabou perdendo mais uma vez para o rival.
A eliminação no estadual foi a gota d’água para parte da torcida do Flamengo. Na madrugada desta segunda-feira, a equipe rubro-negra desembarcou no aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro, onde foi recebida por um protesto que reuniu cerca de 80 torcedores.
A delegação flamenguista chegou por volta de 0h30 e, percebendo os protestos, tentou utilizar outra saída para “driblar” os torcedores. Os presentes, porém, correram para tentar impedir a saída do ônibus, que acabou recebendo socos e pontapés. A Polícia Militar precisou intervir na situação e um tiro de bala de borracha chegou a ser disparado para o alto. Os seguranças do Flamengo que estavam no local também foram cercados, mas ninguém saiu ferido.
Defesa é criticada
A revolta da torcida também ligou o sinal de alerta sobre a necessidade de reforços. A defesa passou a ser o foco, pois Wallace é um líder questionado pela qualidade, e Juan não suporta jogar todos as partidas da temporada. Cesar Martins, reserva imediato, nunca caiu nas graças da torcida, e a situação piorou após ele ficar caído no chão com um drible desconcertante do atacante colombiano Duvier Riascos, no lance que originou o primeiro gol do Vasco.
Diante desses problemas, a diretoria vai ao mercado procurar pelo menos mais um jogador para a posição, e a ideia é buscar um nome de peso, que possa chegar e resolver o problema do setor. Porém, não há pressa, pois os flamenguistas vão esperar a abertura da janela de transferências.
O elenco ganhou folga nesta segunda-feira, e o próximo compromisso oficial não tem data definida, já que o Campeonato Brasileiro começa em 14 de maio, e antes disso pode haver algum duelo pela segunda fase da Copa do Brasil, diante do vencedor do duelo entre Fortaleza e Imperatriz.

Cássio diz que PSDB não busca cargos e defende saída para o país

Senador Cássio Cunha Lima, do PSDB-PB
Senador Cássio Cunha Lima, do PSDB-PB
Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (25), o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), destacou que o objetivo do PSDB em relação a um possível novo governo comandado pelo vice-presidente Michel Temer, caso o impeachment da presidente Dilma Rousseff seja efetivado, é o estabelecimento de uma relação institucional. O tucano ressaltou que o PSDB não está em busca de cargos, e sim que tem propostas para apresentar e responsabilidade com o Brasil.
“O que nós queremos é uma relação institucional. O que o PSDB deseja é que o PMDB não faça conosco o que o PT fez com eles. Ou seja, tentar dividir o partido, fracionar a agremiação. O PSDB não busca cargos, o PSDB não tem uma origem fisiológica. O PSDB tem propostas para o Brasil e responsabilidade com o país”, afirmou.
Mudanças profundas
O parlamentar salientou a necessidade de mudanças profundas na forma de se fazer política no Brasil, de forma a garantir que os cargos públicos sejam ocupados por quem merece, e não como forma de barganha.
“O que nós queremos é uma mudança profunda na forma de se fazer a política do Brasil, e essa mudança começa pela maneira em que é construída a coalizão política. Não pode manter o balcão de negócio, o ‘toma lá, dá cá’, a simples ocupação de cargos. O que nós queremos são propostas, são programas, são reformas, são as mudanças que o Brasil necessita para que o país possa voltar a ter estabilidade, receber investimentos e voltar a crescer”, avaliou.

Lira garante isenção de comissão no processo de impeachment

Raimundo Lira, senador do PMDB
Raimundo Lira, senador do PMDB
Reportagem publicada neste final de semana no jornal Folha de São Paulo destaca a garantia dada pelo Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) de que terá uma postura de isenção na condução dos trabalhos da Comissão Especial do Impeachment. A matéria foi produzida a partir da indicação de seu nome para a presidência do colegiado.
Da mesma forma, o jornal também aponta que Raimundo Lira vai garantir espaço para que a defesa da presidente Dilma Rousseff (PT) possa se pronunciar, logo na fase inicial da análise do processo.
“Lira tem dito que, a partir da indicação, passou a se posicionar de forma isenta, posição que adotará na condução dos trabalhos e que dará espaço para que a defesa da presidente possa se pronunciar”, afirma a reportagem, assinada pelos jornalistas Mariana Haubert, Débora Alves e Leandro Colon, de Brasília.
“Por ser o maior bloco na Casa, coube ao PMDB a indicação da presidência do colegiado. O líder do partido, Eunício Oliveira (CE), designou para o cargo o senador Raimundo Lira (PB) para presidir a comissão”, confirma o jornal.
A Folha confirmou que Lira passou a última sexta-feira no Senado, em reuniões com técnicos e assessores, para entender como funcionará a comissão especial e quais são os seus ritos burocráticos para se preparar para eventuais questões de ordem.

Comissão do Senado define hoje presidente e relator

Senado-1024x682
A comissão do impeachment no Senado vai realizar a primeira sessão na manhã desta terça-feira (26), quando está marcada a eleição de presidente e relator do colegiado. A sessão está prevista para 10h. Nesta segunda (25), o Senado elegeu os 21 membros titulares da comissão e os 20 suplentes que vão analisar o processo contra a presidente Dilma Rousseff.
O PMDB, partido com o maior número de senadores, indicou Raimundo Lira (PMDB-PB) para a presidência. A indicação de Lira foi bem aceita por oposição e governo. Mas o PSDB, que integra o segundo maior bloco do Senado, quer indicar o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) para a relatoria, o que vem sendo contestado por parlamentares governistas.
O tucano ficaria responsável por elaborar parecer pela admissibilidade ou não do processo. Se for instaurado o procedimento de impeachment, Dilma terá que se afastar da Presidência por 180 dias. Também cabe ao relator elaborar parecer final sobre o mérito das acusações, recomendando ou não a cassação do mandato.
Nos últimos dias, os partidos indicaram nomes para compor a comissão, de acordo com o tamanho das bancadas. Dos nomes indicados para suplente da comissão, a 21ª vaga ainda depende de indicação do PMDB, que ficou com assento disponível devido à troca feita após o senador Waldir Maranhão (PMDB-PB) desistir da vaga de titular.
Na previsão de Lira, o parecer pela instauração ou não do processo de impeachment deve ser votado na comissão no dia 9 de maio. No plenário, a votação deve ocorrer por volta do dia 12 de maio.
Trâmite do processo
A partir da instalação da comissão especial, prevista para esta terça-feira, o relator terá 10 dias úteis para elaborar um parecer pela admissibilidade ou não do processo de impeachment. O relatório é votado na comissão e, depois, submetido ao plenário. A oposição quer concluir a votação no plenário entre os dias 11 e 15 de maio.
Para que Dilma seja afastada por até 180 dias, basta o voto da maioria – 41 dos 81 senadores. Se isso ocorrer, inicia-se a fase de coleta de provas, o presidente do Supremo Tribunal Federal(STF), Ricardo Lewandowski, assumirá a condução do processo e Dilma terá direito de apresentar defesa. Para cassar o mandato da presidente, o quórum exigido no plenário é maior – dois terços, ou 54 dos 81 senadores.

Voo da TAM faz pouso forçado em Cumbica após colidir com pássaro

tam
Uma aeronave que decolou do aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, fez um pouso forçado após colidir contra um pássaro na manhã desta terça-feira (26). Ninguém ficou ferido.
O voo JJ3289 da TAM, modelo A321, decolou às 9h55 e seguia para Porto Alegre, no Sul do país. Logo após a decolagem, ocorreu a colisão e a aeronave teve que retornar para Cumbica. O voo aterrissou às 10h17.
Os passageiros serão transferidos para outra aeronave, com decolagem prevista para as 11h40 desta manhã.
De acordo com a Gru Airport, o pouso forçado não provocou alterações nos demais voos.

Em caso considerado raro, ovelha dá à luz quadrigêmeos em sítio

ovelha_620p
Os donos de uma propriedade rural de Nova Ubiratã, município distante 506 km de Cuiabá, foram surpreendidos com um caso considerado raro por médicos veterinários: o nascimento de ovelhas quadrigêmeas. A mãe pariu os filhotes há pouco mais de três semanas num sítio no qual são criadas 300 cabeças de ovelhas das raças Santa Inês e Dorpe.
“Venho desde os meus pais, que sempre tiveram para consumo de 10 a 12 ovelhas. E daí a paixão foi crescendo e eu vi que podia associar a paixão a lucros também. Então eu participei de uns dias de campo. Achei bacana, achei legal e comecei a comprar mais fêmeas e investir na produção”, disse o dono da fazenda, Volmir Ros.
Os donos da propriedade contam que as gestações das ovelhas têm chamado a atenção devido aos partos múltiplos já há alguns meses. No ano passado, foi registado o primeiro deles: o de três carneirinhos. O fato se repetiu algumas vezes, até ocorrer o parto quádruplo.
Milton Pain, funcionário de confiança da família, foi quem encontrou os carneirinhos. “Eu imaginei que pudessem ser de duas ovelhas. Aí eu olhei e vi que não tinha outra ovelha parida e vi que era tudo dela. Os quatro eram dela”, disse.
Filhotes têm pouco mais de três semanas de vida (Foto: Reprodução/TVCA)
Filhotes têm pouco mais de três semanas de vida (Foto: Reprodução/TVCA)
Este tipo de parto é realmente raro, garante o médico veterinário André Bratz, que acompanha a criação no sítio. “Não é normal e não é comum, tanto que na estatística, a cada dois mil partos pode acontecer um quádruplo que nem aconteceu aqui na propriedade”, disse. O normal é nascer um ou dois filhotes por fêmea”, acrescentou.
Os filhotes são pretos e todos têm a ponta do rabo com uma manchinha branca. E o segredo para tantos partos múltiplos na propriedade pode ser mais simples do que se imagina: o cuidado com a alimentação dos animais. Além do pasto, as ovelhas recebem doses de ração de milho e feijão todos os dias. E toda a reprodução é por monta, não há inseminação.
“Isso acontece quando as ovelhas têm um aporte nutricional bem adequado, com boa alimentação, então começa a entrar num ganho de peso. Isso responde na maior produção de hormônio, ela cicla com mais facilidade e podendo dar uma ovulação maior como aconteceu”, explicou o veterinário.
O veterinário afirma que dificilmente as ovelhas teriam sobrevivido sem a atenção e os cuidados da família dona do sítio.
“Se fosse uma criação mais extensiva e essa ovelha estivesse a campo, provavelmente seria muito mais difícil de conseguir fazer esses filhotes todos sobreviverem porque ela só tem duas tetas. Então, ela só conseguiria nutrir dois. Aqui, como tem uma mão de obra familiar, que cuida bem dos animais, provavelmente vai ter êxito na criação sem problemas”, disse Bratz.
 
Suporte : A2 Comunicação Visual | Dinho Andrade
Copyright © 2015. Itabaiana é Notícia - Todos os direitos reservados
Template Criado por : Dinho Andrade | A2 Comunicação Visual
Desenvolvido por: Dinho Andrade