ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexo verbal: faz seu estilo? Por que você deveria desenvolver essa habilidade

Written By itabaiana noticia on segunda-feira, 30 de maio de 2016 | 07:52

Não é segredo que a grande maioria dos homens adoram ouvir palavras picantes na hora do sexo, mas muitas mulheres se sentem desconfortáveis e constrangidas em se liberar desta maneira por preconceitos e medo de julgamentos do parceiro. Mas se você tem vontade de saber se sexo verbal faz seu estilo, deveria desenvolver essa habilidade para garantir mais prazer e até mesmo fortalecer a relação.
Antes de mais nada é preciso perder a vergonha. O sexo só pode ser satisfatório se você se entrega de corpo e alma. Se está preocupada com possível rejeição do parceiro, tenha em mente que quem ama não julga e que se ele realmente gosta de você e se importa com seu prazer ele ficará feliz em perceber sua excitação. Caso contrário, ele pode ter um comportamento machista que não é digno de sua confiança e afeto.
Por telefone ou via mensagens de texto, o sexo verbal pode ser bastante útil para atiçar o parceiro e fazer com que ele pense em você durante todo o dia. O ato ainda pode ser um começo para as mais tímidas, já que à distância você pode se sentir mais confortável para testar seus limites.
Palavras picantes durante o ato sexual em si podem ser bastante úteis para você guiar seu parceiro, dizendo o que gosta e o que deseja e, assim, ser tocada da maneira exata e ter muito mais prazer na relação. Além de inovar, você poderá experimentar diferentes sensações e orgasmos inéditos.
Para quem acredita que falar durante o sexo é algo “sujo” ou “inadequado”, vale lembrar que, se a comunicação é a base de qualquer bom relacionamento, por que as palavras devem ficar restritas apenas a discussões da relação? O diálogo picante ajuda a garantir intimidade e grande sintonia entre os casais e, além de estimulante e excitante, se torna uma ferramenta divertida para sair da rotina.

Academia íntima! Exercício para a região melhora o prazer e a saúde

GPOINTSTUDIO/ISTOCK
Fazer algum tipo de exercício físico é essencial para uma boa saúde, e com a região intima não é diferente: movimentos simples e pensados especificamente para ela te ajudam a manter a firmeza, controle da bexiga e até ampliar o seu prazer durante o sexo.

“A ginástica íntima consiste de técnicas realizadas por meio de exercícios que fortalecem os músculos do assoalho pélvico. No estudo dessa técnica foi detectado que pacientes que faziam os exercícios regularmente conseguiam ATINGIR O ORGASMO COM MAIOR FACILIDADE, frequência e intensidade”, explica a ginecologista e obstetra ERICA MANTELLI, pós-graduada em Sexologia pela Universidade de São Paulo.
Exercícios ajudam a fortalecer o músculo e contribuem para o orgasmo. Foto: gpointstudio/iStock
EXERCÍCIOS AJUDAM A FORTALECER O MÚSCULO E CONTRIBUEM PARA O ORGASMO. FOTO: GPOINTSTUDIO/ISTOCK
A especialista conta que a técnica foi desenvolvida em 1940 por ARNOLD KEGEL, que descobriu que ela tinha o poder de fortalecer o MÚSCULO PUCOCCÍGEO (PC), que forma A PLATAFORMA ORGÁSMICA E É RESPONSÁVEL PELA PERDA DA SENSIBILIDADE ao redor da abertura da vagina.
“Ela ainda é capaz de MELHORAR O CONTROLE DA BEXIGA, pois os músculos do assoalho pélvico são responsáveis pela capacidade de reter urina”, indica. Abaixo, a médica ensina a rotina de exercícios, que deve ser repetida até três vezes por semana.
PRIMEIRO PASSO
Para iniciar a prática dos exercícios é preciso verificar se os locais certos estão sendo segmentados. Para isso, pare o fluxo de urina e sinta quais músculos você está contraindo nesse procedimento.
Outra opção é inserir o dedo na vagina e apertar os músculos no entorno para localizá-los. Tenha certeza de que não está usando qualquer outro músculo, como, por exemplo, do abdômen, coxas ou nádegas.
SEGUNDO PASSO
Após localizar o músculo é preciso esvaziar a bexiga, para poder iniciar os exercícios.
TERCEIRO PASSO
Procure um lugar confortável para sentar ou deitar, e assim realizar os movimentos. Comece por apertar os músculos do assoalho pélvico e segurá-los por dez segundos. Após completar o tempo relaxe por mais dez e reinicie o movimento. O ideal é realizar um conjunto de cinco séries.
DICA: os movimentos podem ser repetidos também durante a relação sexual para aumentar a sensibilidade e o prazer do casal.

Atenção à calcinha: químicos usados no tratamento do algodão podem causar infertilidade

CALCINHAS DE ALGODÃO PODEM CONTER RESÍDUOS TÓXICOS QUE CAUSAM INFERTILIDADE FOTO: THINKSTOCK
Quando se trata das CALCINHAS FEMININAS, conforto é dos pontos imperativos na hora da escolha. Aquelas cujas fibras são delicadas e suaves, assim como frescas e favoráveis à respiração da pele, costumam estar no topo da preferência das consumidoras. Contudo, umESTUDO realizado pela universidade de Siena, na Itália, levantou a possibilidade de certos elementos existentes nessas peças de roupa causarem INFERTILIDADE NAS MULHERES.

OS QUÍMICOS USADOS PARA TRATAR O ALGODÃO que vai na vestimenta íntima podem deixar resíduos para trás, ocasionando problemas de saúde ao entrarem em contato com o organismo. O TENSOATIVO NONILFENOL ETOXILADO (NPE, sigla em inglês) é um deles, comumente aplicado pela indústria têxtil para DAR MAIS MACIEZ AOS TECIDOS. Conforme oMinistério da Agricultura, aqui no Brasil o material sintético consta na tabela de componentes válidos para importação como de “MÁXIMA PREOCUPAÇÃO TOXICOLÓGICA”.
Para os pesquisadores, a presença desse tipo de substância nas MULHERES GRÁVIDAS pode ter um efeito direto e, em muitos casos, extremo na placenta, ocasionando complicações ao bebê e potencial PERDA PREMATURA. Ainda, a substância influencia na capacidade de engravidar, reduzindo suas possibilidades.
Gravidez pode ser afetada pelo agrotóxico presente no algodão  das roupas íntimas FOTO: thinkstock
GRAVIDEZ PODE SER AFETADA PELO AGROTÓXICO PRESENTE NO ALGODÃO DAS ROUPAS ÍNTIMAS FOTO: THINKSTOCK
Embora ainda faltem mais análises para provar conclusivamente esse link, ficou claro que osNÍVEIS DO AGROTÓXICO PODEM ESTAR ACIMA DO LIMITE na natureza, a ponto de interferirem na produção de CITOCINA DA PLACENTA HUMANA, uma proteína mais do que importante na modulação de outras células e no controle da resposta imune do corpo. Os NPEs desencadeiam, dessa maneira, um DISTÚRBIO com CONSEQUÊNCIAS até nos CICLOS HORMONAIS. Para a obtenção dos resultados, foram investigadas amostras do tecido da placenta de 78 candidatas que tiveram aborto espontâneo logo nos primeiros meses de gestação.
GREENPEACE, uma ONG que atua em função da preservação do meio ambiente e doDESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, recomenda que se busque pela origem dos produtos na hora da compra, para promover uma quebra no ciclo produtivo que faz com que os vestígios dos tóxicos industriais voltem aos homens de outra maneira posteriormente.

Happy hour liberado: beber cerveja diariamente faz bem ao coração

PARA BOM BEBEDOR, MEIO GOLE BASTA! ATÉ 1,4 LITROS DE CERVEJA POR DIA FAZ BEM AO ORGANISMO FOTO: THINKSTOCK
Boa notícia para os FÃS DE UM HAPPY HOUR no final do expediente: assim como muitas pesquisas já mostraram os benefícios de incluir o vinho na rotina, chegou um estudo que confirma QUÃO BOM É BEBER UMA CERVEJINHA DIARIAMENTE.

De acordo com o Research Laboratories, da Fondazione di Ricerca e Cura Giovanni Paolo II, na Itália, DOSES MODERADAS da bebida de coloração amarelada, com gostinho amargo de cevada, lúpulo, entre outros ingredientes, REDUZEM EM 31% OS RISCOS DE PROBLEMAS CARDÍACOS.
E, se você pensa que é a mistura rica de ingredientes naturais que consegue essa proeza, está muito enganado. O álcool e outros produtos químicos presentes na formulação de uma dasGRANDES PREFERÊNCIAS NACIONAIS são os responsáveis por diminuírem as chances tanto de doenças do coração e arteriais quanto AVCs (acidentes vasculares cerebrais).
Happy hour no fim do expediente aprovado: cerveja faz bem para o coração FOTO: thinkstock
HAPPY HOUR NO FIM DO EXPEDIENTE APROVADO: CERVEJA FAZ BEM PARA O CORAÇÃO FOTO: THINKSTOCK
Os pesquisadores revisaram outras 150 análises e aplicações levantadas sobre o tema e concluíram que ingerir entre 660 ml a 1,4 litros por dia protege o órgão SEM AUMENTAR AS CONSEQUÊNCIAS DE PROBLEMAS COMO DEMÊNCIA OU CÂNCERES. No total, os dados observaram o comportamento de 200 mil pessoas que têm esse hábito e os efeitos dele.
MAS MODERAÇÃO É A PALAVRA-CHAVE, já que tudo que é exagerado pode enveredar para o outro lado e trazer malefícios. Para Simona Costanzo, uma das autoras do projeto, “quando o consumo aumenta, você vê que as vantagens desaparecem, até que o risco fica maior”. Ou seja, elas por elas, não é mesmo? Fora isso, o VÍCIO pode tomar conta: segundo a Associação Brasileira de Estudos de Álcool e Outras Drogas (ABEAD), existem em torno de 19 MILHÕES DE alcoólatras no país e, por ano, ocorrem cerca de 32 mil mortes em decorrência do uso da bebida (11 mil delas, por cirrose) – 60% são referentes ao trânsito e outras 72% em função dos homicídios. Não dá para brincar com isso!

SÍNDROME DE BURNOUT LEVA AO ESGOTAMENTO FÍSICO E EMOCIONAL. PROTEJA-SE


A EXAUSTÃO FÍSICA, MENTAL E EMOCIONAL PODE PROVOCAR QUADROS DE COLAPSO FOTO: THINKSTOCK
Com o RITMO ACELERADO de hoje em dia, parece que tem se tornado mais e mais difícil se livrar do estresse. O sintoma faz parte de um mundo competitivo e todas as profissões, quase sem exceções, estão sujeitas a experimentá-lo vez ou outra. Dependendo do que se exerça, conforme as exigências e o tipo de rotina, o problema pode aumentar a ponto de levar àSÍNDROME DE BURNOUT (expressão em inglês que designa queima, combustão).

E COMO PRONUNCIA ISSO?
A Sindrome de Burnout é caracterizada por um ESTADO DE TENSÃO EMOCIONAL E ESTRESSE CRÔNICOS”, coloca Aretusa dos Passos Baechtold, psicóloga do Instituto Psicológico de Controle do Stress Dra. Marilda Lipp. “E isso é provocado por umESGOTAMENTO PROFISSIONAL EM FUNÇÃO DE DESGASTE FÍSICO E EMOCIONAL ACENTUADOS, sem intervalo suficiente para a recuperação”, ressalta. A falta de energia é perceptível e o crescimento da fadiga é constante. 
BATERIA VAZIA
A Síndrome de Burnout acontece em função de esgotamento físico e emocional FOTO: thinkstock
A SÍNDROME DE BURNOUT ACONTECE EM FUNÇÃO DE ESGOTAMENTO FÍSICO E EMOCIONAL FOTO: THINKSTOCK
Segundo a especialista, a sobrecarga nesse aspecto leva a um conjunto de sintomas, tanto psicológicos como físicos. Atitudes negativas, como AUSÊNCIAS NO TRABALHO (OU CHEGAR SEMPRE ATRASADO), AGRESSIVIDADE, isolamento, mudanças bruscas de humor e irritabilidade; da mesma maneira que dificuldade de concentração, lapsos de memória, ansiedade, depressão, pessimismo e baixa autoestima são aqueles do lado que FREUD EXPLICA. O corpo chega a ser afetado por DORES DE CABEÇA e musculares, cansaço, sudorese, palpitação, pressão alta, insônia, crises de asma e distúrbios gastrintestinais. A lista não é pequena, como é possível verificar – e diante de qualquer constatação procure ajuda médica e psíquica.
AS CULPADAS 
“Ela se manifesta especialmente em pessoas cujas ATIVIDADES EXIGEM ENVOLVIMENTO INTERPESSOAL DIRETO E INTENSO”, a psicóloga esclarece. Sendo assim, entram nessa lista aqueles que atuam na ÁREA DA SAÚDE, EDUCAÇÃO, assistência social, recursos humanos, bombeiros e policiais, por exemplo. “A síndrome é MAIS FREQUENTE EM MULHERES(especialmente as que cumprem JORNADA DUPLA), assim como o estresse de forma geral”, reforça
MÃES SUPERATAREFADAS
“Acredito que as DONAS DE CASA TAMBÉM POSSAM SER ACOMETIDAS PELO BURNOUT”, a especialista afirma. “Em especial aquelas que são cuidadoras de idosos, doentes crônicos, terminais ou CRIANÇAS COM ALGUM TRANSTORNO DE DESENVOLVIMENTO”. Afinal, são muitas as responsabilidades e pressões com as quais elas têm que lidar diariamente.
Até supermães e donas de casa atarefadas podem desenvolver o problema por causa da pressão e responsabilidades diárias FOTO: thinkstock
ATÉ SUPERMÃES E DONAS DE CASA ATAREFADAS PODEM DESENVOLVER O PROBLEMA POR CAUSA DA PRESSÃO E RESPONSABILIDADES DIÁRIAS FOTO: THINKSTOCK
FÉRIAS SÓ NÃO BASTAM!
Para Aretusa, tirar um break da empresa, VIAJAR E ESPAIRECER A MENTE não são suficientes – servem para a prevenção do problema, pois ninguém é de ferro. Mais do queTERAPIA E MEDICAMENTOS, é importante conhecer como se deu todo o desenvolvimento do quadro e identificar o que pode ser eliminado, mudado ou evitado. “Inserir pequenas PAUSAS NA ROTINA, atividades físicas e de lazer são mais recomendadas que férias para a recuperação do esgotamento”. Ela também aconselha a melhorar a qualidade de vida nas bases afetiva (DAR E RECEBER CARINHO/ATENÇÃO); social (conviver com amigos e parentes); profissional (em termos de satisfação); e de saúde (alimentação, sono, entre outros). “Um bom sinal de que a melhora está acontecendo é a volta do prazer e a realização no emprego”, conclui.
VAI… E NÃO VOLTA, HEIN?
AS CHANCES DE RECIDIVAS SÃO GRANDES”, ela alerta. “As exigências de expedientes cada vez mais longos ou múltiplos, e o SENSO DE URGÊNCIA que vem acometendo cada um de nós contribuem para o retorno da síndrome. Se o tratamento não for levado a sério e interrompido somente após a prevenção de recaída e alta, essas chances aumentam ainda mais”, ela ratifica.

Três tendências de jeans confortáveis para modernizar as produções de inverno


“MOM”JEANS
Mom jeans é moderno e cai bem em praticamente todas as silhuetas. Fotos: Reprodução/Instagram @womanitea; @stellawants2die; @karissasparke
MOM JEANS É MODERNO E CAI BEM EM PRATICAMENTE TODAS AS SILHUETAS. FOTOS: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM @WOMANITEA; @STELLAWANTS2DIE; @KARISSASPARKE
O mom jeans, ou jeans de mamãe, não é necessariamente uma novidade, mas tinha deixado os holofotes há alguns anos. Ela nada mais é do que a calça com a cintura mais alta e larguinha na região da cintura e quadril, bem confortável, e boca reta. “ESTAMOS VENDO UM ‘REVIVAL’ MUITO GRANDE DOS ANOS 1990, E ELE FOI UM DOS MAIORES DESTAQUES DESTA DÉCADA. A diferença é que agora existem versões mais charmosas, além de proporcionarem conforto. Como a modelagem é bem larguinha NÃO MARCA TANTO EM REGIÕES COMO O CULOTE E FUNCIONA EM MAIS SILHUETAS, então é considerado bastante democrático”, explica consultora de imagem e estilo FÊ BASTOS.
Apesar da leitura casual, a peça pode fazer um contraste interessante com itens mais elegantes, funcionando bem em todos os guarda-roupas. “ELE FAZ UM HIGH-LOW BEM BACANA NO LOOK QUANDO VOCÊ ACRESCENTA ITENS ARRUMADOS, como um sapato de salto e uma camisa mais sofisticada. Você também pode aproveitar essa pegada mais esportiva e ir para um tênis com solado mais grosso e divertido, vai do seu estado de espirito”, indica.
CROPPED FLARE
Cropped flare é outro destaque da temporada de inverno. Fotos: Reprodução/Instagram @nikki.cruz; @andeelayne; @thassianaves
CROPPED FLARE É OUTRO DESTAQUE DA TEMPORADA DE INVERNO. FOTOS: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM @NIKKI.CRUZ; @ANDEELAYNE; @THASSIANAVES
Outro jeans que veio direto dos anos 1990 é o cropped flare, que nada mais é do que a clássica calça com boca mais ampla em versão curta: “A cropped vinha vindo de algumas estações, e agora surgiu na flare. A maior preocupação é que ela dá uma encurtada na silhueta por cortar na horizontal, o que é acentuado pela abertura maior. SE VOCÊ FOR BAIXINHA, O MELHOR É USAR COM SAPATO NUDE, BICOS FINOS E CALÇADOS QUE DEIXEM O PEITO DO PÉ À MOSTRA, que reduzem muito essa sensação de redução”.
Para combinar não tem erro: basta deixar para os momentos casuais – fora do escritório – e apostar nas mesmas peças que iriam com a flare tradicional. “O MAIS BACANA É USAR UMA PARTE DE CIMA COM COR PRÓXIMA A DA CALÇA ou colocar uma blusa estampada que tenha o fundo similar, porque isso vai te alongar. Outra boa pedida são as blusas com detalhes no centro, como botão ou zíper, que também jogam a favor”, aconselha.
BOYFRIEND
Boyfriend é confortável e deixa o look descolado. Fotos: Reprodução/Instagram @kamile_buk; @first.miss.v; @lookofmermaid
BOYFRIEND É CONFORTÁVEL E DEIXA O LOOK DESCOLADO. FOTOS: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM @KAMILE_BUK; @FIRST.MISS.V; @LOOKOFMERMAID
O boyfriend também não vem de hoje, mas agora deve surgir com força total. A diferença dele para o mom é que a cintura é mais ajustada e o cavalo costuma ser longo. “Ela é bem casual e você pode ir no mesmo caminho do mom, cOM UMA A PEGADA ESPORTIVA OU PARA O HIGH-LOW COM TOQUE MAIS SOFISTICADO. As roupas de inverno estão bem nessa linha, e ela vai ficar muito bem com outras peças que são tendência, como as BOMBER JACKETS com etiquetas, que vão deixar o look bem moderno e descontraído”, aponta.
 
Suporte : A2 Comunicação Visual | Dinho Andrade
Copyright © 2015. Itabaiana é Notícia - Todos os direitos reservados
Template Criado por : Dinho Andrade | A2 Comunicação Visual
Desenvolvido por: Dinho Andrade